Inicial

IBIRACI APRESENTA PROJETO EM CONCEIÇÃO DA APARECIDA

 

         No dia 19 de novembro foi realizado o XXVI Encontro da Associação dos Historiadores e Pesquisadores dos Sertões do Jacuhy, na cidade de Conceição da Aparecida. Tradicionalmente nos encontros da Associação, apresentam-se trabalhos na área de História e da Cultura, de interesse comum às mais de 30 cidades da região abrangida pelos “Sertões do Jacuhy”.

A convite do seu Presidente, Dr. Maurício Ernesto Coelho e de seu coordenador, Prof. Antonio Theodoro Grilo, a PROBRIG, representando Ibiraci, apresentou o projeto já indicado à Câmara Técnica da Cultura da AMEG : Unidade Móvel de Digitalização : uma alternativa para nossos arquivos.

A proposta vem a partir do conhecimento da realidade das cidades da nossa região, onde a precariedade das instalações e gestão técnica dos arquivos municipais (Câmaras Municipais, Prefeituras, Judiciário, Eclesiásticos, Hemerotecas e outros) colocam em risco documentações valiosas de interesse comum de todas as cidades.
Citando Ibiraci como exemplo, o povoado do Aterrado (origem de nosso município) pertenceu a Mogi Mirim até 1805, a Franca até 1816, a Jacuí até 1850, a Passos até 1881, a S. Sebastião do Paraíso até 1890 e a Cássia até 1923, tendo portanto, documentação de interesse histórico (Leis, Decretos, Testamentos, Inventários, etc) em cada uma dessas localidades, por isto é de nosso interesse que as condições destas documentações sejam satisfatórias em todas elas, para que a qualquer tempo estes documentos possam ser objetos de estudo e de análise, por pesquisadores, historiadores, administradores e cidadãos em geral .

Considerando o alto investimento necessário para a implantação de arquivos municipais tecnicamente adequados (salas climatizadas, controle de umidade e luz, pessoal técnico na gestão, sistemas de segurança, etc) temos que concluir que a curto prazo isto não acontecerá, mas temos que avaliar que a cada dia todo este acervo corre riscos de preservação (umidade, insetos, fungos, incêndio, manuseio inadequado, extravios, etc.).
A alternativa sugerida por Ibiraci, através da PROBRIG, à AMEG (na sua Câmara Técnica da Cultura) e à Associação dos Historiadores e Pesquisadores dos Sertões do Jacuhy, é a da criação de uma unidade móvel de digitalização, composta por um veículo (uma van) com um sistema de scanner (adequado para livros, documentos e mapas) e uma equipe de três a quatro funcionários treinados para operacionalizar a unidade. A mobilidade do sistema resolveria um dos maiores entraves à digitalização destes acervos que é a questão do translado. Evidentemente além do lado técnico e operacional do equipamento, será necessário um trabalho de consulta e conscientização das comunidades e das autoridades da região, especialmente das Administrações Municipais, Ministério Público e Instituições Sociais (Igreja, Fundações e outras), para que parcerias sejam celebradas com um objetivo comum.

A digitalização dos acervos resultará na preservação de suas informações e a consequente transformação de seu atual suporte (livros, documentos avulsos, pastas de processos, etc) em bens de valor museológico, que ainda assim vão necessitar de cuidados de preservação mas já tendo seu conteúdo informativo a salvo e, alguns acervos provavelmente, disponibilizados para consultas em mídias modernas.
A apresentação da idéia em Conceição da Aparecida teve excelente receptividade entre todos os presentes, representantes de várias cidades daquela região (Areado, Carmo do Rio Claro, Guaranésia, Passos, Jacuí, Pratápolis, etc) sendo que foi proposto pelo Dr. Maurício Ernesto Coelho, Presidente da Associação, a apresentação da idéia na AMOG (Associação dos Municípios da Micro Região da Baixa Mogiana), já que todas as cidades da área (AMEG e AMOG) têm laços históricos comuns, portanto documentações de interesse comum em todas elas
.



Participantes do XXVI Encontro da Associação dos Historiadores e Pesquisadores dos Sertões do Jacuhy

 

Apresentação do Projeto por José Limonti Junior

 

 

 

Associação dos Historiadores e Pesquisadores dos Sertões do Jacuhy
Laboratório de História
XXVI Encontro – Conceição Aparecida – 19 de novembro de 2011
Local: Escola Estadual Padre José Antônio Panucci - Rua Tiradentes, 525
FONES: (35) 3564-1166 (35) 9897-2350 - REFERENCIA: Pç. João Barbosa Sobrinho (Praça Central)

Programação:
08:00 – Recepção e Café.
08:45 – Composição da mesa e boas vindas da municipalidade.
09:10 – Abertura da sessão
Dr. Maurício Ernesto Coelho. Presidente.

09:20 – A Associação: novas perspectivas e novos problemas
                        Curadoria do Laboratório de História.

09:30   -  Unidade Móvel de Digitalização – Uma alternativa para nossos arquivos
José Limonti Junior – PROBRIG – Ibiraci

10:40 – Os imigrantes e a evolução urbana em comunidades mineiras.
Carla Pádua Formágio

11:00 – Artesanatos locais e a história das comunidades: Depoimentos.

  1. Dona Edna Batista Cruz –História do Artesanato no município (20min.)
  2. Dona Nana (Mariana Luz) – Pessoas e Curiosidades na História local (20min.)
  3. Valéria Vieira Carvalho Oliveira: A tecelagem e a História local (20min.)

11:30 – A Queima do Alho: resgate e significações
                        Renata Silva e Alfredo

12:00 – Almoço
13:30 – A Cidade e a Sociedade de Conceição Aparecida.
Marcelo Barroso e William Domingos: Documentário cinematográfico:
14:10 – A evolução Política: tramas e dramas.
Professor Carlos Sergio
14:40 – Apresentação cultural da comunidade. (Pátio da Escola)
15:30 – Expediente da secretaria – Dados para o próximo encontro
                        Professora Renata Silva
 

15:40 – Encerramento

 

MENU NOTÍCIAS       -       PÁGINA INICIAL